28 de dez de 2013

Gameplay Inusitado!

Vamos tentar explodir no YouTube com uma ideia aparentemente única porém com recursos quase que nulos? Juntinhos? -YEP

Hoje eu tenho em mãos o segundo episódio desse série maravilhosa que realmente promete me levar à patamares jamais alcançados por pessoas de Pinhalão no site da interwebs YouTube.

O vídeo que vos trago tem a participação de Little Menino Hérmisso como o Player 2 da parada e do Vinícius Capeta que é o cameramen.

A minha câmera não é das melhores, mas a atuação digna de Oscar, diga-se de passagem, merece o view de vocês, queridos leitores!! haahhah

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D

Sem mais delongas (eu gosto dessa palavra), vamos ao Gameplay de Yu-Gi-Oh!


"Be Happy!"... Dando like e se inscrevendo no canal para eu ficar feliz!!

Post ao som de: Não ouvia nada.

18 de dez de 2013

Gameplay Inusitado!

Vamos tentar explodir no YouTube com uma ideia aparentemente única porém com recursos quase que nulos? Juntinhos? -YEP

Trago a vos a minha nova empreitada "YouTubística" (se isso for uma palavra) através da mágica que é a incorporação de vídeos no blogger, obrigado tecnologia.

Vinda de uma ideia nada a ver que tive numa de minhas noites sem sono tento a partir de hoje criar uma série de "Gameplays". Por que entre aspas? Por que to fazendo suspense se você já viu a foto e já sabe do que se trata? Porque eu sou besta!

Gameplay Inusitado é um nome provisório que arrumei pra essa série onde farei "gameplays" de coisas que não são videogames. Ora pois, gameplay vem de game = jogo e play = jogar, logo eu posso fazer vídeo de gameplays de brincadeiras de crianças e derivados! =D

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D

Tendo feito meu argumento e provado-o, lhes mostro o primeiro vídeo aqui: Gameplay Di Pião.


"Be Happy!"... E me dê uma força nessa pra eu ficar feliz!

Post ao som de: Não ouvia nada.

11 de dez de 2013

Gameplay!

Vamos jogar? Juntinhos? -n

Eu sei que vocês estavam ansiosos pela continuação desse vídeo maravilhoso desse jogo sensacional então está aqui

LOONEY TUNES RACING - PARTE 2

É uma pena que, não sei porque diaxos, deixei toda a minha habilidade no primeiro vídeo e não consegui ganhar corrida nenhuma nesse vídeo. hahaha

Enfim, dá um help dando like e divulgando o vídeo, rapeize! =)

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D

Eis o vídeo com minhas skills decepcionantes! xD


"Be Happy!"... Pq eu não fiquei muito não perdendo do jeito que eu perdi.

Post ao som de: Não ouvia nada.

7 de dez de 2013

Gameplay!

Vamos jogar? Juntinhos? -n

GAMEPLAYS, minha gente, gameplays!! A única coisa que me faz atualizar esse blog são os gameplays. xD

Gravei esse de zueira porque havia limpado a mesa aonde deixo os cabos e talz, e como eu tava de bobeira sem fazer nada resolvi fazer um vídeo.

Sei que devo desculpas por ter sumido, mas eu realmente havia desanimado com tudo. Não sei porque, mas nesse fim de ano eu animei de novo, não para escrever, mas sim para gravar. Vamos ver se levo essa animação adiante!

O gameplay de hoje é desse game que eu jogava pra caramba. Sério, eu adorava esse jogo!! Looney Tunes Racing do PlayStation 1.

Ainda não comprei um microfone decente, ou uma câmera, mas hoje aqui o amanhã não se sabe. Talvez eu compre algo no mínimo aceitável mais adiante, só depende de mim, né?!

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para: Twitter: @Tiesco_666 e-mail: coestipimentel@hotmail.com Facebook: Tiesco Pimentel Ou nos comentários mesmo! =Dclique aqui
Aqui jaz o vídeo:


"Be Happy!"... Pois eu estava bem feliz-zinho gravando essa joça!! =D

Post ao som de: Não ouvia nada.

27 de jun de 2013

Gameplay!

Vamos jogar? Juntinhos? -n

O blog foi semi abandonado, o meu canal do YouTube mais ainda, o que eu posso fazer pra movimentar essa bagaça? GAMEPLAYS, GAMEPLAYS, GAMEPLAYS!!!

Certo que hoje em dia gameplays de PS2 são batidos, todo mundo só joga The Last Of Us, Hitman, Far Cry 3 e etc, mas foda-se porque eu só gravei pra me divertir mesmo!

Devo pedir com antemão desculpas pelo áudio medíocre da voz, o microfone que tenho aqui em casa é arcaico, preciso de um headset com urgência.

Como já viram pela capa do post, trago mais um gameplay de WWE Smackdown Vs Raw 2011 de novo com a participação do Léo, única pessoa que ainda joga PS2 comigo, xD.

Fizemos nesse vídeo um simples Tornado Tag com os personagens Leo, que é o Léo, e Diego R, que fui eu, praticando um bully ao contrário contra Mark Henry e Big Show.

Não se esqueça de se inscrever no meu canal, de dar joinha e, se tu gostou mesmo, favoritar o vídeo, porque assim eu fico rico e compro um PS3 pra fazer gameplays melhores.

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D


EIS THE VIDEO:


"Be Happy!"... E lembre-se Bully não é legal!!

Post ao som de: 14 Years - Guns N' Roses

26 de jun de 2013

I Wanna Be A Rockstar 2.0: Returns!

Vamos ouvir? Juntinhos? -YES

Como não conheço mais músicas com Rockstar no nome ou na letra... É com essa citação brega de Nickelback que eu vos trago, de novo, dois vídeos de uma apresentação de umas 3 semanas ou mais que eu não postei aqui antes por motivos de preguiça.

Apresentação minha com a Isabella Marina no Congresso de Filosofia que teve lá em nossa faculdade. Fomos chamados para tocar lá. Cêis' tem noção do que isso significa? Gostaram da primeira apresentação tanto que fomos chamados pra tocar lá! =D

Enfim, nessa apresentação, com gravação amadora graças aos camerams de primeira viagem Thiago e Guilherme, trazemos para usted personas covers de Linkin Park, Foo Fighters, Paramore e Creedence Clearwater Revival.

Aqui os covers de "Breaking The Habit" do Linkin Park, pela metade, e a "My Hero" do Foo Fighters:


Eis aqui os covers de "The Only Exception" do Paramore e da única música que você conhece do Creedence, "Have You Ever Seen The Rain?":


Desculpas na desafinação da mizinha na "Have You Ever Seen The Rain?", tava meio nevosour! xD
Dê like nos vídeos e ajude a compartilhar, manolos! =)

"Be Happy!"... Acompanhando minha carreira como astro do rock avalancar!!

Post ao som de: Não ouvia nada.

14 de jun de 2013

Romance!

http://1.bp.blogspot.com/__w60BJS57fw/TLnhDbjATNI/AAAAAAAAAWM/1kUNcldbnEg/s1600/Moll+Flanders+(capa)+01.jpgVamos escrever a minha redação para a prova de Teoria Literária aqui no blog pra ver se assim eu a decoro? Juntinhos? -n

"Muitas pessoas confundem qual seja a definição do gênero literário romance. A coisa mais comum é ver a associação de romance com amor, um casal apaixonado que fica junto no final das contas após passar por uma dificuldade. Livros romanescos possuem sim esse amor, mas essa não é a sua característica principal.

O gênero "romance" só recebe esse nome em meados do fim do século XVIII [WATT*], porém já haviam livros desse gênero desde Defoe, Richardson e Fielding**. Esse gênero, nascido da epopeia, de cunho narrativo e escrito em prosa se baseia principalmente na era moderna da história mundial [BAKHTIN***].

Ao contrário da epopeia, o romance não relata fatos heroicos de um homem poderoso abençoado pelos deuses. O romance procura retratar as mais diversas experiências humanas, ele também dá total liberdade para o autor criar o mundo em que inserirá a sua história, podendo narrar sobre a nobreza, a plebe, o clero, os rebeldes, etc.

Podemos pegar como exemplo a obra de Daniel Defoe, Moll Flanders. O livro narra a história de Moll Flanders, filha de uma prisioneira, criada por nobres como serva, casa-se com seu irmão adotivo, enviúva-se e começa uma jornada por "segurança financeira". Passa por vários casamentos, tem vários filhos, alguns com se próprio irmão de sangue e, devido à vida de crimes é condenada à prisão. Nesta prisão, a mesma que nascera, reencontra um de seus maridos, seu preferido, e reatam o casamento.

Como fica explícito, há sim o romance em sua forma mais comum: um casalsinho feliz que se encontra no final após as turbulências da relação, porém não só isso. A emoção a flor da pele, a intimidade criada com as personagens, fazendo com que nos tornamos cúmplices de suas ações e pensamentos, e compartilhando até mesmo as angústias, essa é uma das sensações mais fascinantes do romance, proporcionadas graças a essa realidade em que os livros romanescos são baseados. Já dizia Watt*: o "realismo" é a diferença essencial entre os romancistas do século XVIII e a ficção anterior.

Apesar disso, vários pesquisadores já falharam ao tentar apontar um traço característico do romance fixo e invariável [BAKHTIN***]. Há romances com enredos surpreendentes e dinâmicos, como o próprio Moll Flanders, que até mesmo possui vários erros de continuidade, porém, por outro lado, possuímos vários romances de história incrivelmente detalhada e minuciosa. Por isso mesmo Bakhtin diz que "o romance é um gênero inacabado que ainda está sendo moldado" e com o passar dos anos só tende a melhorar."

WATT*: Informação extraída da apostila que a professora deu que é dele, xD
Defoe, Richardson e Fielding**: Escritores renomados de romance que eu só soube da existência na apostila do cara acima.
BAKHTIN***: Informação extraída da apostila que a professora deu que é dele, xD²

[PS.: Torçam por mim na prova porque esse texto até está bom, mas eu nem sei se é isso o que a professora queria!! (yn)!]

Post ao som de: Não ouvia nada.

11 de mai de 2013

I Wanna Be A Rockstar!

Vamos ouvir? Juntinhos? -YEP

É com essa citação brega de uma música do Nickelback que eu vos lhe apresento minha persona muito roqueira com camisa do Iron Maiden apresentando com a Isabella Marina no Congresso de Educação que teve na minha faculdade, UENP.

Eles deixaram a gente tocar, então escolhemos umas músicas fáceis pra eu não estragar muito e apresentamos, porque não?! A qualidade da imagem e do áudio não é das melhores, maldita TekPix mas dá pra ter uma ideia do que se trata.

Nós cantamos quatro canções, uma delas de autoria da própria Isabella, olha só que coisa.

Introdução da "Anastasia" do Slash, porque eu sou xarope e queria mostrar (by the way, acertei inteira =D), e "Estranho Caminho":


"Numb" do Linkin Park e "Walk" do Foo Fighters:


E a última "I Hate Everything About You" do Three Days Grace:


[PS.: Quaisquer erros no violão e/ou no vocal reclamem com o Marcão, porque eu sou um rockstar dos melhores, já que eu toco Slash de boa, xD.]

"Be Happy!"... Dando like maroto no vídeo lá, manolo! =D

Post ao som de: Não ouvia nada.

12 de abr de 2013

Gamer, Não Assassino!

Me deixa jogar GTA! =(
Vamos ler? Juntinhos? -n

Antes de tudo venho por meio deste pedir desculpas pela falta de posts. Estou em semana de provas (mentira), tenho estudado muito (também mentira), me tem faltado tempo e criatividade (parte verdade isso) e tenho preguiça de postar (MUITO verdade).

Como os mais chegados meus devem saber, eu fiz o concurso pra Polícia Militar, sim, talvez eu vá dar uns técs em corinthianos criminosos por aí. No concurso fiz a redação e tirei uma nota absurda. Nunca pensei que conseguiria algo assim, até porque sou bem pessimista. O tema é sobre a violência que os games trazem pras pessoas e como isso as influencia, blablabla, papo de mídia contra os games e etc.

Já que fala sobre games, vou escrever a redação aqui, porquê não?! Segue abaixo minha defesa aos games, tão injustiçados hoje em dia.

"Na sociedade em que vivemos a tecnologia está presente em todos os momentos. Essa tecnologia foi desenvolvida principalmente pensando em facilitar o nosso dia-a-dia, mas ela não se restringe apenas a isso, o nosso lazer é, muitas vezes, proporcionado por produtos criados a partir dessa tecnologia, os videogames são um exemplo.

Os videogames proporcionam a diversão de nuitas crianças e adolescentes por todo globo, porém há muita discussão em cima disso. Os games de hoje em dia são muito apelativos e, cada vez mais, próximos de nossa realidade, com gráficos realistas, cenários baseados em cidades reais, etc. Muitos pais afirmam, que ao jogar games violentos, seus filhos tenderão à imitar os atos do 'herói' do jogo.

O game GTA (Grand Theft Auto), por exemplo, é famoso pela sua extrema violência. Porém jogar a culpa nos games é fácil. Esse jogo citado é apenas indicado para maiores de dezessete anos, e nessa idade uma pessoa só é influenciada pelo game se tiver mente fraca.

Videogames não são de todo mal, eles lhe ajudam, por exemplo, a tomar decisões mais rapidamente, melhoram seus reflexos, ajudam no aprendizado de uma língua estrangeira. Os pais veem casos isolados que a mídia mostra e tiram conclusões precipitadas. Vamos imaginar quantas pessoas no mundo jogam qualquer joguinho de qualquer plataforma. Se a afirmação de que games influenciam tanto assim as pessoas e as torna violentas, teríamos muita gente vestida de mago por aí brigando por potes de ouro. Games não tornam uma pessoa violenta, você pode sim ficar irritado ao perder, mas não confunda um assassino com um gamer."

"Be Happy!" =D

Post ao som de: The Zoo - Scorpions

28 de fev de 2013

XBox 360!

Vamos jogar na casa do amiguinho? Juntinhos? -n

Antes de tudo eu não gostaria de me desculpar pelo tempo sem postar nada. Sei que ninguém entra no blog todo dia pra ver se tem post novo, então foda-se também. O site é meu e posto quando me der na telha, e isso pode se ler também como "quando eu conseguir escrever algo".

Enquanto todo mundo está por aí falando das especificações técnicas e todas as promessas do PlayStation 4, só agora (mas nem tão agora assim) que eu fui descobrir o XBox 360. Tecnicamente eu não sei dizer qual é melhor, XCaixa ou Play3, ou qual eu preferiria pra comprar, e esse também nem é o assunto principal do post.

A ideia de ir jogar o videogame mais legal na casa de seu amiguinho mais rico é bem antiga, eu já praticava isso desde a época que estava enjoando de meu Super Nintendo e me matava de gritar os coleguinha na porta de suas casas pra jogar o PS1. Fazendo isso, você desligava sua TV, que sua mãe falava que cegava e ia gastar energia elétrica na casa de outro, pra depois ouvir a mãe dele mandar você se afastar da tela.

O grande problema de ter que depender de outro pra jogar os novos e mais fodas games é que você não vai poder zerar o jogo, não vai poder liberar os achievements, não vai poder ficar de boa de zoa na lagoa e ainda por cima não terá recordes para bater, simplesmente terá de aturar e se contentar com as partidas em multiplayer ou na campanha cooperativa, que é massa na maioria das vezes.

Você não pode ir na casa de seu amigo todos os dias, ele nunca irá te emprestar o videogame, se ele ficar bravo por você estar ganhando a probabilidade de ele desligar o jogo são grandes, se ele vencer você não pode reclamar, na pausa pro lanche você fica sem graça e mesmo com fome diz que não quer, o dono da casa sempre vai ser o Player1 e jogar com o controle bom e mesmo ele sabendo que seu controle é muito pior ele não irá acreditar quando você culpar o analógico pelo gol tomado!

Porém, ir na casa do coleguinha é uma ação legal, passar tempo com um amigo, fazendo uma coisa que ambos gostam e ainda por cima gastando uma luz que não é sua, ou seja, jogar XBox sem custo algum. Ache um amigo com XBox 360 ou PS3 ou Wii ou um PC foda e explore o videogame dele você também! =D

Sabe o guri do Nintendo SIXTY-FÓÓÓUURRR? Abaixo temos a versão pegadinha dele:



"Be Happy!"... Não se contentando em matar 13 manolos em seguida no Deathmatch do Black Ops 2, mas também ganhando de 7x1 do dono do videogame no FIFA 13 com o inigualável e mitológico Jeju United.

[Sobre a foto: Presente da sua tia no Natal do ano passado.]

Post ao som de: Não ouvia nada.

15 de fev de 2013

Dentista!

Vamos colocar uma broca na
boca e perfurar até a alma? Juntinhos? -n

Antes de começar realmente, queria já deixar claro que hoje em dia eu não tenho nada contra dentistas, aliás, minhas últimas visitas à esses doutores tem sido tranquilas. Este texto que vai ser lido por usted apenas traz os vários traumas que eu passei e que você provavelmente também.

Ontem eu tive uma consulta ao dentista, óbviamente eu não tenho mais pavor, porém, essa rara ocasião de ida ao doutor dos dentes me fez lembrar de tudo que eu já passei nessa coisa de "ir ao dentista". Após, sei lá, os 15 anos, o medo já não está presente, não há o desespero e o pavor da broca ou de ser xingado e obrigado a parar com os doces. Aos 15 você já nem come mais doces, quase.

Ao chegar no consultório de dentista você tem que passar por algumas fases. A primeira delas é a espera, que é interminável, uma obturação que demora 30 minutos parece o dobro e por aí vai. Pra você passar o tempo mais depressa, sempre, eu disse sempre, são disponibilizadas revistas variadas para seu deleite. Isso não é ruim, aliás, é legal ler revistas de 7 ANOS ATRÁS!! Quanto será que custa uma revista nova? Pelo menos colocasse uma do mesmo ano. O pior de tudo é que são revistas de fofoca!!! Nem pra ter uma revistinha do Batman, ou sei lá. Começa sempre bem.

Após a espera tentando ocupar a mente com outra coisa e fingir que não está ouvindo a broca furando o dente do coleguinha anestesiado lá dentro. Sua vez chega e aí você se desliga do mundo, tudo que você consegue pensar é "Mano do céu, como essa luz é forte!". A sensação de que você vai morrer e de que aquela luz é a "luz no fim do túnel" fica presente durante todo o procedimento.

Engraçado mesmo é que quando você é criança, para uma simples obturação, você toma uma anestesia. Quando você cresce, já com seus 15 anos, a anestesia não é mais necessária e é aí que você percebe que uma obturação sem anestesia dói bem menos. Com a anestesia você toma uma injeção, que dá a impressão de que a agulha foi parar dentro do seu cérebro, de tanto que o mano empurra, e depois que ela passa, tu fica com dor. Já sem a anestesia, não há injeção, quase não se sente nada, só uns cutucãozinhos e tá pronto, sem sequelas.

Engraçado mesmo é que você ia no dentista, tomava a anestesia, tinha apenas um dente obturado e quando passava o efeito da droga você sentia como se o doutor tivesse pegado uma batedeira e ligado em sua boca. Dentes que ele nem tocou, e que antes da consulta estavam perfeitamente normais, começam a doer com uma simples encostada do miojo, que é a única coisa que se pode comer.

Não bastasse todo esse pânico que os dentistas causam nas crianças, quando eu era criança e tinha uma locadora de filmes, adivinha qual o único filme no gênero de terror que eu via a capa e associava à coisas do meu dia a dia? O DENTISTA. Nunca tive coragem de ver esse filme, mas porra, é um filme de terror e eu vou no dentista, É ÓBVIO que ele vai me matar uma hora ou outra!!!

Fobias à parte, você provavelmente, como criança mimada que é, deve ter exagerado no que sentia, fazendo drama pra seus pais terem pena e você ganhar um presente. Eu ganhava. Mas como já disse, o tempo passa e "ir ao dentista" vira uma coisa rotineira, mesmo que você não use aparelho nem nada.

"Be Happy!"... Assistindo o trailer do filme que eu citei e que nunca vi e provavelmente nunca verei! Clique aqui pra ver o trailer em inglês porque é impossível achar legendado. =S

Post ao som de: Codependence - Sixx: A.M.

13 de fev de 2013

Detona Ralph!

Vamos assistir? Juntinhos? -n

↑, ↑, ↓, ↓, ←, →, ←, →, B, A, Start. 

Na tentativa desesperada de voltar à ativa no blog, venho aqui hoje pra tentar escrever as resenhas que eu tanto adoro, só que não. Mas esse filme, que você já sabe qual é pelo nome do post e pela foto aqui do lado, realmente merece uma resenha, não pode passar batido. Ainda mais porque eu esperei bastante tempo pra assistir ele.

Detona Ralph é mais uma empreitada de animação da Disney, só que sem a Pixar, que, diga-se de passagem, prometia muito desde o começo. Quando vi o primeiro trailer, acho que há uns 5 meses, fiquei abismado de emoção e brilhinho nos olhos quando vi em uma mesma sala Robotnik, Bowser, um zumbi, Kano, talvez Noob Saibot (que agora é só Noob), fastasminha do Pac-Man, Zangief e M. Bison (que na verdade é Mike Bison e não Mister Bison!! Sim, sua infância foi uma mentira).

Quando peguei pra ver o filme ontem, não esperava nada da história, pensei que fosse mesmo um filme apelativo com muitos direitos de imagem envolvidos, mas não foi bem assim. Detona Ralph logo em seus primeiros minutos nos deixa num nível de nostalgia difícil de explicar. Não só isso, com o desenrolar da história você percebe que não é uma coisa superficial, mas um bom filme com um bom roteiro e divertido de se ver.

O filme conta a história do Detona Ralph, o vilão do game de fliperama Conserte Felix Jr., em busca de aceitação após sofrer bullying por mais de 30 anos, basicamente você só precisa saber disso.

Achei muito interessante o modo que os produtores conseguiram misturar o mundo dos videogames introduzindo os personagens famosos que adiquiriram direito de imagens interagindo entre si. Como quando Ryu para o Shoryuken no meio e chama Ken para tomar uma breja. Ou quando estão todos os vilões em uma espécie de Vilões Anônimos e o Kano vai lá e arranca o coração do zumbi ao seu lado *-*. Até colocaram um cara do mal pra ser tipo o Último Boss do jogo, digo, filme.

Cheio de personagens carismáticos, Detona Ralph realmente é um filme divertido que dá pra assistir várias vezes. Após assistir fiquei com vontade de procurar games de arcade pra brincar, porque a sensação nostálgica, mesmo quando é um personagem criado pela própria Disney, pro filme, é enorme.

Realmente recomendo esse filme pra você que gosta de videogames, pra você que gosta de animações e também pra você que só quer ver um filme legal, com uma história envolvente. Sério, eu gostei bastante. Mas leve em conta que o Bison, por exemplo, não vai aparecer pra acabar com o Ryu e o Ken que estão ajudando o Ralph! Eles só fazem uma ponta no filme, =D.

"Be Happy!"... Fazendo *-* quando o Sonic aparece dando uns avisos num telão e gritando bem alto: "CHUPA, MÁRIO!"

Post ao som de: Rain Song - Girls Dead Monster

4 de fev de 2013

Falta de Avisos!

Vamos dar desculpas? Juntinhos? -YEP

WHAT'S UP MANOLETS DA VIBE MAROTA DO ROCK N' ROLL E DOS VIDEOGAMES DA VIDIS? Sim, esse foi o "oi" mais tosco de todos desde o começo do blog. Enfim, olá pessoas que acompanham o blog quando eu mando o link, como vão?

A audiência desse blog consiste em poucos leitores e alguns desavisados que passam sem querer, mas isso não significa que um aviso de férias seja indispensável. A lacuna enorme que esse blog passou não foi porque eu desisti dele, ou porque eu passei por um daqueles momentos que não escrevo nem frases pro Twitter, eu simplesmente tava de férias.

Um aviso prévio já viria a calhar, só pra não ficar um buraco do nada na home. Mas eu não fiz isso, por que?, eu não sei, só não fiz mesmo.

Bom, já que estamos aqui, vou listar alguma coisas que ocorrerão (ou não, nunca se sabe) nesse ano aqui no blog:
1.: Vou tentar escrever pelo menos umas duas vezes por semana. Isso não é uma promessa, até porque não faria diferença, já que eu raramente cumpro promessas, até por isso não faço muitas.

2.: Cada vez mais procurarei "outras opiniões" pra colocar aqui, ou seja, vou tentar empurrar o dever de escrever textos paras amigos meus enquanto eu não faço nada.

3.: A não ser que ocorra uma reviravolta enorme, eu pararei de gravar Vlogs (ou Videocasts, chame como quiser). Por mais difícil de acreditar que seja, gravar é muito difícil, o equipamento que eu tenho não ajuda, editar enche o saco e eu não tenho ajuda nenhuma. Aliás, gravar pra quê? Eu sempre dizia que gravava para meus amigos, pra eles rirem, mas é claro que eu sempre quis ter repercussão. E como, no último vlog, eu tive que gravar durante duas horas, editar durante cinco e esperar por mais duas enquanto o vídeo upava pra que no final das contas ele fosse bloqueado pelo YouTube por DIREITOS AUTORAIS, depois fosse desbloqueado, mas tivesse apenas 95 views e 6 likes. Muito trabalho pra muita dor de cabeça e pouco feedback. Quem sabe se eu tiver ajuda eu continue, mas é bem improvável, desculpe.

4.: Também não sei quanto aos gameplays e cover. Os gameplays dão muitos bugs na hora de gravar e como eu não tenho os adaptadores necessários pra gravar o áudio com qualidade os covers não ficam pra tráz.

5.: Vou, cada vez mais, escrever de um jeito mais relaxado, com mais piadas, pois assim eu passo um pouco da graça que eu me imagino falando o tal texto pra você, caro leitor. Colocarei expressões que eu uso na fala, expressões em inglês e muitos erros de português propositais.

Por enquanto não vem mais nenhum aviso na cabeça, se caso vier eu falo pelo Twitter ou pelo Facebook. Mas acho que esses são mesmo os principais. Se você está de acordo com eles, Ok, se não, venha falar comigo e quem sabe consigamos resolver algo.

FIM DAS FÉRIAS DO BRÓGUE, VAMOS VORTÁ A ISCREVÊ NESSA BUDÉGA, POURA!! =D

"Be Happy!"... E seja bem-vindo de novo.

Post ao som de: Alien Nation - Scorpions