30 de set de 2011

Hentai!

Hentai: Porque garotas de verdade não se vestem assim
Vamos masturbar assistir? Juntinhos? -n

Pra você, desconhecedor da cultura japonesa do Japão, Hentai é um anime com algo mais. É um gênero de anime classificado para maiores de 18 anos de idade e você já deve desconfiar do porquê. Sim, há cenas de nudez e, muitas vezes, de sexo, seja explícito ou não.

É uma febre no Japão e também fora dele, se duvidar é até mais febre fora do próprio Japão. O porque do japoneses gostarem mais de desenhos do que de filmes de verdade é o fato de, no desenho, os personagens poderem orgulhar a nação.

Outra característica marcante nos Hentais, e em alguns animes em geral, é a abundância de seio nas personagens. Quanto mais seio ela tiver e mais meiga ela for, mais sucesso para o desenho. Receita testada e aprovada por muitos por aí.

Muitos hentais possuem história complexa, vários personagens e flashbacks que revelam algum mistério da história. Claro, eles também contém cenas de sacanagem. Outros hentais, pelo contrário, não possuem uma história, só sacanagem e mais sacanagem. Não que eu esteja reclamando.

Muitos confundem o significado de Hentai. Dizem, por exemplo, que por um certo anime ter uma personagem, ou até mesmo uma cena mais sensual, ele é um hentai. Mas não, para ser um hentai há de ter: Muito mais personagens mulheres do que homens, sendo delas a grande maioria peitudas com seios volumosos; cenas de sexo, é claro; lésbicas meigas com medo de aceitar sua opção sexual (pra ter um certo suspense e tal); e nada de pelos pubianos, pois hentai algum que eu já vi, não que eu tenha visto bastante, há personagens com pelos. Isso se deve a ideia de deixar os personagens o mais jovens possíveis, mas maiores de idade.

Eu não tenho idade pra ver hentais, você talvez também não tenha. Mas é legal a experiência. Eu particularmente não gosto tanto assim de hentais, prefiro mais Ecchis, que são animes com um teor sensual maior, mas nada de sexo explícito.

Se tiver idade pra ver hentais e/ou ecchis, veja. Se não, veja mesmo assim. Ninguém vai preso por assistir desenhos!

"Be Happy!"... Le Flapando.

Post ao som de: Big Foot - Chickenfoot

27 de set de 2011

Hackers!

Vamos Hackear? Jutinhos? -n

Não é de hoje que o “hackerismo” fascina milhares de pessoas em todo o mundo.
Várias imagens foram criadas sobre os hackers, algumas os colocando como justiceiros, com poder de combater e desfalcar grandes corporações; outras, mostrando-os como simples bandidos atrás de uma forma ilícita de obter lucro,

Seja roubando dinheiro ou informações sigilosas. Há ainda uma terceira visão que coloca o hacker como um pesquisador, alguém que busca sempre aprimorar seus conhecimentos através do estudo de sistemas alheios.

Ao mesmo tempo em que exercem fascínio, eles também amedrontam usuários e particularmente empresas, que temem ser invadidas e ter dados confidenciais roubados.

Há muito tempo os hackers atuam, mas inegavelmente foi no início de 2000 que eles ganharam as manchetes de jornais e revistas em todo o mundo. Durante três dias, na primeira quinzena de fevereiro daquele ano, uma ação coordenada por um grupo de hackers prejudicou o funcionamento e gerou grande prejuízo a sites muito populares como Yahoo!, Amazon, eBay, ZDNet, Buy.com e CNN.com.

A ação foi realizada com um artifício considerado simples, chamado DoS (Denial of Service, recusa de serviço). Nesse tipo de ataque, os hackers não entram nos computadores das vítimas para roubar informações. Eles simplesmente os bombardeiam com uma quantidade tão grande de dados que o acesso a elas fica bloqueado. Identificar os hackers que fazem esse tipo de ataque é especialmente difícil porque eles usam milhares de máquinas espalhadas pelo mundo, sem que os donos se dêem conta. Esses computadores funcionam como "escravos" sob o comando de um mestre a distância, que invadiu e dominou esses equipamentos que, na maioria das vezes, possuem conexão de acesso rápido à Internet.

Passados três anos desse episódio em que o mundo olhou pela primeira vez com certo medo a ação dos hackers, as empresas se armaram, contrataram especialistas, novos sistemas de segurança foram desenvolvidos e as equipes foram treinadas para evitar invasões. Também uma infinidade de títulos mostrando como agiam os hackers foi lançada.

O resultado? Os hackers continuaram agindo e aumentando seu poder de fogo cada vez mais. Para se ter uma idéia, em 21 de outubro de 2002, um poderoso ataque conseguiu derrubar nove dos 13 servidores que gerenciam o tráfego mundial da Internet. Na época, um oficial do governo americano descreveu o ataque como a invasão mais sofisticada em grande escala já feita em toda a história da Internet contra computadores de missão crítica.

Foi inventado um livro (que não vou citar o nome aqui) que ensina tudo!! Só pra deixar claro eu "Alex Jorge" não sou hacker!!! (Se eu for é daqueles bem ruins que não consegue hackear nem MSN)  :S

Post by: Alex Jorge

26 de set de 2011

Rock In Rio (Parte 1)!

Vamos assistir o Rock In Rio pela rede Globo? Juntinhos? -n

É com muito prazer que eu, Zeca Camargo e "Kirk Hamlet" apresentamos um post com algumas observações perspicazes sobre alguns fatos que ocorreram na transmissão do Rock In Rio pela Rede Glóbulo Globo de televisão.

Pra começar tiveram as vaias. Muita gente vaiada, as vezes com razão. Só fiquei com dó do Elton John que saiu antes pra Rihanna entrar. =)

Não sei o que era mais difícil não ficar olhando só pro curativo na testa do Anthony Kiedis, ou pro bigodinho ou não dormir durante a apresentação do Red Hot Chili Peppers.

Quem diaxos era o cara estampado na camisa que os integrantes do Red Hot estavam usando. Cheguei a pensar que fosse um Beatle, mas acho que não. Deve de ser uma piada interna, mas enfim. (Era o filho de uma atriz que era fã da banda. =D)

Sabem qual a única banda que mostrou algum sinal "satânico" durante o dia do Metal? Não foi o Slipknot, mas sim o Glória, que durante boa parte de sua apresentação teve um pentagrama com um crucifixo invertido no telão.

Não sabe cantar? Faça igual a Corey Taylor, do Slipknot, e Mi Sol Si do Glória: vomite!

Zeca Camargo chamando o show do Metallica e mandando uma obra de arte como: "Kirk Hamlet". Sim, claro... Master Of Puppets foi escrita por Shakespeare.

O show do Metallica foi foda.

James Hetfield esquecendo de ligar o efeito no Riff da Fade To Black e depois mandando a seguinte: "Usualy is heavier". HAUaHuahuaHUAhAUahuahU. Está perdoado.

O estagiário que disse pro Zeca Camargo que já podia chamar os melhores momentos sem nem o Metallica ter saído do palco deve de ter sido despedido, pois todos sabem de uma coisa sobre o Metallica: O show só acaba depois de Seek And Destroy. A banda nem saiu do palco e já tava o Zeca lá. ¬¬'

Depois dessa fui dormir. Semana que vem tem mais.

"Be Happy!"... Se contentando com o Rock In Casa.

Post ao som de: Set Me Free - Velvet Revolver

23 de set de 2011

O Lado Negro De Pokémon (Parte 1)!

Vamos temer? Juntinhos? -n

Se você acha que isso é sobre um jogo qualquer da série Pokémon, você está enganado. Este post é sobre uma versão hackeada de Pokémon Red, chamada de Pokémon Black.

É fantástico a frequência com que você encontra modificações dos jogos Pokemon no camelô e em lojas populares. Eles são normalmente muito divertidos.Os erros de tradução e qualidade baixa acabam os deixando muito engraçados.

Sempre dá pra achar a maioria dos que existem online, mas existe um que eu jamais ouvi qualquer menção sobre ele.
Aqui está uma foto do cartucho, no caso de alguém o reconhecer.

No inicio do game o professor Oak começa a falar, a partir disso podemos constatar que trata-se da versão Red, mas depois de selecionar o seu Pokémon inicial era só olhar lista e você deveria ter em adição o Bulbassaur, o Charmander ou o Squirtle ou um outro pokémon, GHOST.

O pokémon era level 1, ele tinha somente um ataque, “Curse”(amaldiçoar).

O adversário não podia atacar Ghost, aparecia na tela de mensagem que ele estava com muito medo para agir e quando o ataque curse era utilizado no meio da batalha, a tela ficava toda preta instantaneamente. O choro do Pokémon adversário era escutado mas um pouco distorcido em uma frequência bem mais aguda que o habitual, quando a tela de batalha voltava ao normal o pokémon adversário havia sumido.

Além disso, o mais estranho é que, ao vencer um treinador e ver a mensagem “Red recebeu $200 por ganhar!”, a mensagem aparecia novamente e se você selecionasse “Run” a batalha acabaria normalmente mas se você escolhesse“Curse”, quando retornasse ao mapa poderia notar que o treinador havia desaparecido.

Depois de sair e entrar novamente na área dava pra notar uma tumba onde estava o treinador, semelhante as que tinha na Pokémon Tower em Lavender. O jogo muda um pouco depois de derrotar a “Elite Four”, no entanto… Depois de ver o Hall da Fama, que consistia do Ghost e vários outros pokémons level 1, a tela cortava para uma tela preta com a frase: “Alguns anos depois”. De repente o jogo nos leva para a Pokémon Tower onde pode-se notar um velho parado olhando para as tumbas.

Dando a entender que este velho é nada mais nada menos que seu personagem, nesse ponto você não possui mais nenhum pokémon, nem mesmo Ghost que até este momento era impossível de remover de sua party depositando no PC.

O mapa está vazio, não existe mais nenhum NPC, mas as tumbas dos treinadores que foram derrotados durante a sua trajetória ainda estavam lá, outro detalhe interessante é que não importava o lugar que você estivesse, a música da cidade de Lavender continuava em um loop infinito.

Depois de pensar por um momento dava pra se perceber que na Diglett’s Cave um dos arbustos cortáveis, que geralmente bloqueiam o caminho, não estava mais lá, permitindo assim que você retornasse a cidade de Pallet.

Ao entrar na sua casa e ir exatamente aonde o jogo se inicia a tela corta pra outra tela preta e começam a aparecer figuras de vários pokémons que foram derrotados pelo curse. No final, após aparecer a imagem do pokémon do meu adversário surgem também imagens do Youngster, Gambler e meu rival, mas ao passo que estes e muitos outros treinadores iam aparecendo a música da cidade de Lavender começava a ficar cada vez mais aguda, até que na hora que meu rival surge emergindo em um verdadeiro estrondo demoníaco.

A tela fica preta novamente até que a tela de batalha surge, revelando você um velho, em contrapartida Ghost aparece do outro lado seguido pela mensagem: “Ghost wants to fight!”, contudo nesse momento você está impossibilitado de usar itens, nem mesmo pokémons. Se você tentasse correr não conseguiria, a única opção era “Fight”.

Escolhendo lutar, automaticamente você usaria o ataque Struggle(debater-se) que não afetava Ghost e ainda fazia você perder um pouco do seu HP e na vez de Ghost atacar simplesmente aparecia na tela a mensagem “…”.

Quando seu HP chegava a um ponto crítico, ele finalmente usava o seu temido ataque “Curse”, corte para a tela preta pela última vez e independentedo que você fizesse você ficava preso nesta tela, só lhe restando desligar seu Game Boy. Quando você ligava novamente a única opção era “New Game”, o jogo havia deletado seu save file.

Eu joguei essa versão várias a várias vezes, o jogo sempre acabava dessa forma. Várias vezes eu tentei não usar o Ghost, mesmo sendo impossível removê-lo, nesses casos no final do jogo não mostrava a foto de qualquer treinador ou pokémon, a tela apenas cortava direto para a cena final de batalha com Ghost.

Eu nunca entendi os motivos por trás da criação desse hack. No entanto ele foi muito pouco distribuido, então não foi por ganho financeiro. O jogo foi muito bem feito para uma versão hack. Parece que este hack na verdade queria transmitir uma mensagem através do jogo, eu não estou muito certo mas seria deque A MORTE É INEVITÁVEL? Ou apenas injetar morte e horror em um jogo infantil?

Um dia antes, eu joguei o hack de novo, pela ultima vez. Eu joguei normalmente como sempre e terminei o jogo. A tela ficou preta e o jogo congelou, como das outras vezes.

Eu estava pronto para desligar meu game boy quando o telefone tocou, fiquei cerca de 15 minutos no telefone. Instantes depois ouvi alguma coisa vinda do meu quarto. Eu entrei no meu quarto, e vi alguma coisa na tela do game boy. Eu estava excitado, talvez haveria algo mais no hack que eu ainda não havia descoberto. Peguei o Game Boy e haviam duas luzes vermelhas na tela. Derepente, apareceu uma mensagem sobre as luzes: “Ghost curses you” (Ghost amaldiçoou você)

P.S: O que você leu acima é o relato de um aficcionado por jogos de Pokémon, já traduzido em diversas línguas. Na próxima postagem desta série você verá que a música de "Lavender Town" (tema do jogo) não é uma “música infantil” comum, ela vai muito além do que você imagina…


Post by: Herminho.

Be Happy; ou borre-se de medo não durma essa noite, pois terá pesadelos! xD

Post ao som de: Cooler do meu PC...\o/

21 de set de 2011

Majestoso!

Vamos torcer pelo Corinthians? Juntinhos? -YEP

Não sei se vocês se recordam, mas já há um post no Blog sobre futebol, mas não foi escrito por mim, mas sim pelo @juninho_afonso (clique aqui para ler). Mas este post aqui ultrapassa a linha do futebol e sai pra tiro de meta e se volta mais para a rivalidade dos grandes clássicos.

Hoje, 21/09/11, tem um Majestoso, nome dado ao jogo entre Vamu Corinthians e Bambis São Paulo, só não pergunte o porque desse nome, válido pelo segundo turno do Brasileirão. Esse é um dos maiores clássicos brasileiros do Brasil à nível nacional.

Porém, o Bambis F.C. São Paulo F.C. diz que o Timão Sport Club Corinthians Paulista é seu maior rival, mas para o Corinthians isso não é verdade, sendo o maior rival do Curintcha Corinthians é o Palmeiras desmatadas.

O último confronto entre as equipes foi marcado pela goleada histórica aplicada pelo Corinthians de estrondosos 5 a 0, em cima do terceiro maior rival. Isso só aumenta ainda mais a expectativa por parte dos bambis São Paulinos, que roem as unhas recém feitas por temer outra goleada.

Na véspera do jogo a provocação por parte das torcidas uniformizadas as do Corinthians com o uniforme da prisão estadual e as do São Paulo com as alegorias guardadas da Parada Gay rola solta. A maioria usa linguagem chula para realmente ofender o outro. Há também as promessas, não daquelas tipo "Se o Bambis F.C. São Paulo ganhar eu paro de dar o rabo eu subo o Everest", mas sim as promessas de placares. Corintianos dizendo sobre mais um 5x0, São Paulinos otimistas dizendo que vai ser só 3x0 pro Corinthians e por aí vai.

Não sei se ficou clara a minha posição sobre os dois times, mas vou esclarecer: Sou ladrão Corintiano desde criança e me orgulho disso. Se você é Bambi São Paulino, orgulhe-se disso também. Pois não é em qualquer um que o Corinthians manda 5x0, mas só em fregays fregueses de confiança.

"Be Happy!"... E VAMU CURINTCHA!!

Post ao som de: Gravedancer (Don't Drop That Dime) - Velvet Revolver

16 de set de 2011

Sílabas!

Vamos separar as sílabas? Juntinhos? -n

Não, esse não é um post sobre separação de sílabas. Mas sim sobre as letras de músicas, ou a falta de letra que leva o "compositor" a colocar sílabas aleatórias repetidas vezes no ritmo em que a letra seria cantada.

Sabe aquela música que tem um verso, um refrão e um monte de vezes a mesma sílaba? Sim, você sabe. Aquela música que você começa a cantar e chega em uma parte que você canta meia vez e já decora o resto da música inteira, por ser apenas uma mesma sílaba repetida muitas vezes para encompridar a música.

Em um momento de azar pra nós e falta de criatividade para o "compositor" ele inventa de colocar um "lêlêlê" desgraçado no meio da música. E o pior, isso principalmente em performances ao vivo, quando acaba a parte do "lêlêlê", o mano que se diz cantor manda um "Mais uma vez!" e então começa toda aquela merda parte tudo de novo.

Infelizmente essas partes silábicas são as que mais ficam na cabeça e geralmente essas músicas não são nada, NADA, boas. São sertanejos, mas não de raiz e sim os "universitários", e pagode. PUTA QUE O PARIU Por que todo pagodeiro põe uma parte de sílabas na letra? Será que eles não conseguem terminar uma música sem esse recurso? Ao que tudo aponta, não.

Um "Oooo" de vez em quando até vai, mas bem de vez em quando. Não igual nas músicas da Britney, nas novas pelo menos, que tem um "Oooo" a cada rima. A Lady Gaga, ou o Jo Calderone, que dá na mesma, também é cheia (o) de colocar sílabas pra encompridar as músicas. Quando não são sílabas é um "Gaga" em alguma parte que não tinha nada pra incrementar.

Não há como negar: Por mais chato que isso seja, os "compositores" dessas letras com sílabas repetidas estão agindo corretamente. Vejam comigo Juntinhos: Essa merda parte gruda nas nossas cabeças; É bem mais fácil colocar "lêlêlê" do que criar rimas com sentido; E é bom pra quem gosta dessas músicas, a letra fica fácil de decorar.

E pra acabar: Um pedaço de música com sílabas repetidas.
"Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê! lê lê lê lê lê lê lê!
Lê lê lê lê lê lê lê lê lê!" . Livre Pra Voar - Exaltasamba (ou Sorriso Maroto, ou Os Travessos, ou Raça Negra, ou Fundo de Quintal, ou Só Pra Contrariar). Na real não importa, é tudo a mesma bosta coisa! =D

Post ao som de: I Want More - Grim Reaper

14 de set de 2011

Texto Aleatório!

Vamos escrever qualquer merda coisa? Juntinhos? -n

Como viram In The End do post sobre More Than A Feeling, eu escrevi uma frase com nomes de Song 2 atoa. Agora tive a ideia de escrever um post inteiro assim e Times Like These exigem muita criatividade e Memories.
Só que isso não It's So Easy e pra piorar eu não tenho um tema. So What eu vou falar e Anything Goes até dar um tamanho bom.
Essa é uma das Two Story Town que alguém saiu Alive para Tell Me Baby.

Lembro-me de estar caminhando Yesterday, When The Wild Wind Blows, daí senti um arrepio e me veio um puta Fear Of The Dark...
Resolvi refrescar a cabeça e ter um Rock And Roll All Nite, como sempre quis! Nessa festa, tinha Smoke On The Water, o que me deixou muito Crazy comecei a ver Skies On Fire.

Conheci muitas Girls, Girls, Girls, num verdadeiro Saturday Night Especial, mas eu fiquei Like A Stone, quando vi uma garota! Descobri que She Likes Rock N' Roll, mas tirando a Double Talkin' Jive, tirei ela pra dançar, mas quando tocou a Same Old Song And Dance, resolvemos dar uma Walk.

Estávamos tão Dazed And Confused, que nem vimos a manhã chegar...Fiquei como Child In Time, totalmente Lost In Hollywood! Disse à ela, My Michelle, Some Might Say que fizemos algo de Wrong, pois nem todos são uma Mother Of Mercy. Love Me Two Times antes de nos despedirmos! Você Always será Sweet Child O' Mine. Foi muito bom poder Rock You Like A Hurricane, mas Stop Crying Your Heart Out e Kiss My Love Goodbye!

Todos: - "ÓÓÓouunnnn!!!"

Be Happy, ou chore muito depois de ler esse post!!!

Boa parte by: Herminho.

Post ao som de: não estava escutando nada, e sim assitindo um filme do Cavaleiros do Zodíaco até o Tiesco me chamar e pedir minha ajuda com esse post!!!

9 de set de 2011

Sentimentos!

Vamos sentir? Juntinhos? -n

Bom, outro post por mim: @Feezudoqq (sou quase dono do blog, se for analisar. Ok, não.). Sou tipo um Robin pro Tiesco e sempre que ele está com preguiça de escrever sem conseguir escrever ele me chama e eu tento escrever alguma coisa (às vezes sai coisa boa né kkk não).

Resolvi escrever sobre sentimentos porque sou eMmooOxXiInHoWwxX estou deprimido =(.
Quem nunca teve aquela sensação estranha ao ver, por exemplo, o Ash petrificado no Pokémon 2000? Ou sentiu vontade de explodir a cabeça do seu amigo porque ele comprou um CD novo do Justin Bieber? Ou até mesmo, aquela sensação indiscritível ao abraçar certa pessoa?
Isto é o sentimento aflorando por sua pele (sensação também conhecida como arrepio).

Mas nenhum sentimento no mundo, é pior do que o que eu estou sentindo agora, que é quando você não consegue escrever pro blog do seu amigo e fica puto. Misturado com o sentimento de dor, já que bati o dedinho agora pouco.
Bom, já que o maninho, Felipe, não consegue, eu mesmo, Tiesco, terminarei o post. Problema é que eu não sei direito sobre assuntos emo sentimentos, mas enfim.

Sentimentos são inexplicáveis, algo que vem de dentro, como uma força impulsionando você a fazer algo. Sentimentos são aquilo que você sente ah vá, é memo? por algo ou alguém. A sensação de fall in love, ou melhor, de se apaixonar. Sentir algo por alguém é o sentimento mais forte que há. (Bem "cute" essa frase).

Sentimentos reprimidos são os da pior espécie. Quando se guarda algo só para si, mesmo que seja um sentimento alegre, isso pode voltar-se contra você se transformando em um monstro de três cabeças que come cérebros.

Os sentimentos mal-compreendidos também são complicados de se lidar com. Você pode pensar que isso é aquilo, mas na verdade não é nem um nem o outro é aquele outro. E só se percebe isso quando é tarde demais para voltar atrás e mudar o que foi feito (na maioria das vezes uma burrice).

Difícil mesmo é sentir algo a mais por alguém que não responde como você gostaria a esse sentimento. Amar sem ser amado. Mas ao contrário dos filmes hollywoodianos, no final das contas a sua "alma gêmea" não passa a gostar de ti porque você salvou o baile de formatura da turma, ou porque matou o zumbi do mato que a perseguia.

Não estou amolecendo por alguma guria (na real mais ou menos) só estou achando que já passou da hora de eu me livrar do peso de segurar tudo. Cansei de "Hold On" e resolvi virar um "Free Bird" para encontrar "The Reason" de todos os "Lonely Day" que passei "Cryin'" querendo "Just To Get High" com seu perfume.
(Essa frase não possui sentido algum, só quis fazer uma frase com nomes de músicas que eu conheço! =D)

"Be Happy!"

[Sobre a foto: É esse tipo de imagem que se encontra quando se procura no WeHeartIt.com]

Post ao som de: 18 And Life - Skid Row

5 de set de 2011

Freddie Mercury!

Vamos bater palminhas no ritmo da "We Will Rock You"? Juntinhos? -n

Hoje, dia 5 de setembro, o cantor Farrokh Bulsara (sim, esse é overdadeiro nome do rapaz!), conhecido como FREDDIE MERCURY faria 65 anos, seestivesse vivo. Ele nasceu na ilha Zanzibar, uma antiga colônia britânica quehoje pertence à Tanzânia, na África. Seus pais, Bomi e Jer Bulsara eramindianos. Mercury foi educado na St. Peter Boarding School, uma escola inglesaperto de Bombaim, na Índia. Foi lá que ele aprendeu a cantar, tocar piano ecomeçou a ser conhecido como "Freddie".

Aos 18 anos, ele e sua família mudaram-se para a Inglaterra, em 1964,devido a uma revolução iniciada em Zanzibar. Formou-se em Design Gráfico eArtístico na Ealing Art College. Na faculdade, ele conheceu o baixista TimStaffell. Tim tinha uma banda na faculdade chamada Smile, que tinha Brian Maycomo guitarrista e Roger Taylor como baterista, e levou Freddie para participardos ensaios.

Freddie costumava ir aos ensaios da banda até que um dia foi convidadopara assumir os vocais no lugar de Tim. Depois de sua entrada, o grupo passou aser chamado de QUEEN e o mais novo vocalista aderiu o nome artístico"Freddie Mercury".

Mercury compôs muitos dos sucessos da banda, como "BohemianRhapsody", Somebody to Love, "Love of My Life" e "We Arethe Champions"; hinos fodas eloquentes e deestruturação extraordinária. Suas exibições ao vivo eram lendárias, tornando-seimagem de marca da banda. A facilidade com que Freddie dominava as multidões eos seus improvisos vocais envolvendo o público no show tornaram as suas turnêsum enorme sucesso na década de 1970 e principalmente (enchendo estádios de todoo mundo) nos anos 80 (vide Live At Wembley Stadium 1986).

Lançou dois discos-solo, aclamados pela crítica e pelo público.

Em 1991, após ficar muito doente, surgiam rumores de que Mercury estavacom AIDS, que se confirmaram em uma declaração feita por ele mesmo em 23 denovembro, um dia antes de morrer, vindo a falecer em sua própria casa, chamadade Garden Lodge.

Boa parte da sua herança foi dada a Mary Austin, sua ex-namorada, comquem viveu por cinco anos. Foi com ela que assumiu sua orientação sexual, jáque Freddie era bissexual e os dois, mesmo separados, mantiveram forte laço deamizade até o fim de sua vida. A música "Love of My Live" foi dedicadaa ela.

Os membros remanescentes do Queen fundaram uma associação de caridade emseu nome, a "The Mercury Phoenix Trust", e organizaram, em 20 deabril de 1992, no Wembley Stadium, o concerto beneficente "The FreddieMercury Tribute Concert", para homenagear o trabalho e a vida de Freddie(com a motherfucking participação de Axl Rose,Slash, Robert Plant, James Hetfield, Elton John, e mais pessoas que não melembro...xD)!

Freddie Mercury era proprietário de uma voz potente. Contam alguns que,durante as gravações do álbum "Barcelona", Freddie desafioua gordinha Montserrat Caballé, uma das cantoraslíricas mais conhecidas no mundo, para ver quem possuía maior fôlego. Mercuryvenceu com uma grande vantagem!

Agora, na minha opinião: SE o Freddie Mercury estivesse vivo até hoje,ele com certeza faria uma participação em um dos shows da Lady GaGa...me digamse estou errado??! O Brian May já fez isso no último VMA (não me lembro dadata), quando muita gente o chamou de "caduco"! Se bem que eu achoque ele caducou mesmo quando se apresentou ao lado do My Chemical Romance (umanoite antes do VMA). P.S.: procurem os vídeos no YouTube! xD

"Be Happy!"

Guitar Hero!

Vamos estourar os controles do PS2 e chorar para a mamãe comprar a guitarrinha? Juntinhos? -n

Sou, ou fui, mais um dos fãs adolescentes dessa grande febre que foi o Guitar Hero.
Em meados de 2005, o dono da loja de games da cidade, e hoje meu patrão, estava jogando PS2, eis que surge um cliente e ele passa o controle pra eu ir jogando. Alí nasce uma lenda um viciado um mito das guitarras de plástico mais um fã de Rock.

Nessa época nem lembro se eu tinha PS2, mas acho que sim. Se tinha devo ter comprado o Guitar Hero II logo de cara. Guitar Hero virou uma febre entre os meninos da cidade, porém só eu e mais poucos levamos adiante. Disputávamos constantemente o título de mais rápido do Oeste melhor jogador. Até que eu ganhei a primeira vez e não saí mais do posto.

Guitar Hero, pra quem não sabe (em que mundo você vive?), é um game aonde você simula estar tocando guitarra e/ou contrabaixo, e nas suas versões mais recentes você até cantava e/ou tocava bateria. A setlist era composta, na maioria das vezes, por clássicos do Rock inglês ou americano. Entravam algumas músicas novas e até umas em espanhol as vezes.

Basicamente você tinha que apertar um dos cinco botões na hora exata em que passassem pela linha. Ao contrário do que se parece, com a guitarrinha é bem mais difícil de se jogar. Você tem quatro dedos para cinco botões, e os caras não facilitam nos solos. Uma sequencia ou outra lhe deixa com cãibra facinho.

Eu tive tendinite e muita enxaqueca graças ao Guitar Hero e minhas muitas horas jogando. Mas uma hora ou outra você enjoa, mesmo que sejam lançados dois novos Guitar Heros por ano. Você não enjoa das músicas, mas sim do jogo em si. Fica só nisso, você se torna um Rockstar, libera uma música nova e pronto, acabou.

Eu mesmo enjoei de Guitar Hero, mas jogo de vez em quando para matar a saudade. Só que minha guitarrinha de plástico está aos pedaços, então toco duas músicas e já me irrito em um grau jamais antes visto.

Jogue Guitar Hero você também, são tantas opções: Guitar Hero, Guitar Hero II, Guitar Hero: Encore 80's, Guitar Hero III, Guitar Hero: Aerosmith, Guitar Hero IV, Guitar Hero: Metallica, Guitar Hero: Smash Hits,  Guitar Hero: Van Halen, Guitar Hero 5, entre muitos outros.

"Be Happy!"... Com sua super banda hiper famosa... De plástico.

Post ao som de: Apertei pause de novo e esqueci do Play.

2 de set de 2011

Bilhar!

Vamos encaçapar? Juntinhos? -n 

"Bola 8 na caçapa do canto!" Contanto que tenha matado as outras 7 primeiro.
Bilhar, sinuca e snooker são os vários nomes desse jogo injustamente classificado para maiores de 18 anos. Por que diabos é proibido para menores? Só porque nós encaçapamos as bolas? Ou porque seguramos firme no taco? Não sei.

Desde cedo somos colocados lado a lado com esse jogo popular. Vide Side Pocket, um dos melhores games do Super Nintendo, um game de bilhar (muito difícil, aliás). Há também os sites de internet que disponibilizam esses jogos, Gamezer.com, por exemplo. Esses sites sempre perguntam, em algum lugar, se você é de maior. Você, mesmo no auge de seus 12 anos, coloca que é.

Jogar no Super Nintendo e/ou na Internet é legal, mas nada se compara a jogar de verdade. O problema é que daí você não consegue omitir sua idade. Na realidade você vê toda a emoção de encaçapar uma bola na cagada pura sorte, a agonia quando a bola branca vai caindo de mansinho na caçapa reservada à outra bola, ou quando se faz a burrice o favor de encaçapar a bola do seu adversário (que frase mais estranha essa).

As vezes se tem a sorte de um amigo possuir uma mesa de bilhar na casa. Problema é quando esse amigo mora no quinto dos infernos longe bagarai e você não tem meios de locomoção para levar-te até a casa dele. Traduzindo: você é pobre e não tem carro pra te levar no meio do mato... Digo, digo... Na casa do seu amigo. Né @alexjorge_12?!

Se você não tem idade, divirta-se com os jogos Online e com o Side Pocket. Se você tem idade, manere no jogo porque as fichinhas são caras. 

"Be Happy!"... Dizendo que vai colocar a bola 8 no canto e realmente colocando.

[PS: Se você leu Side Pocket do jeito que a mulherzinha falava no game você está ficando velho.]