27 de fev de 2012

Dave Grohl!

Vamos invejá-lo? Juntinhos? -n

Muitas pessoas sonham com o fato de se tornar um RockStar com uma banda fodástica ótima que será lembrada para todo o sempre. Poucas são as pessoas que conseguem, Dave é uma delas.

Com o fim trágico do Nirvana e já com o status de RockmotherfuckingStar, Grohl decide continuar a carreira no mundo da música e forma o FUUUUUUU Foo Fighters.

Mais difícil do que se tornar uma estrela do Rock N' Roll é conseguir manter esse título, ainda mais quando se forma uma nova banda, muitos olham estranho e você sempre acaba ficando com um pé atrás. 

Mostrando o quão foda ele é, Dave Grohl conseguiu manter a pose de Star Of Rock e também levou, como Frontman, o Foo Fighters ao mesmo patamar que Nirvana, senão ainda mais alto. Lançando uma renca vários álbuns e até um documentário, Foo Fighters se tornou uma das grandes bandas da década, agradando de metaleiros à gente que ouve coisas muito aleatórias.

Dave Grohl é a personalidade com mais Featurings (participações especiais) no mundo do Rock, sendo amigo de inúmeros ícones de todas as mais variadas divergências do estilo. Isso é bem provável que ajudou o Foo Fighters à subir na vida e se tornar o que é hoje.

Se há uma personalidade famosa que eu gostaria de ser amigo seria dele. Além das influências do Heavy Metal, de ter amigos fodas e de, aparentemente, ser muito gente boa, ele canta e toca guitarra ao mesmo tempo, o que é extremamente difícil, e toca bateria como muito poucos.

O Dave Grohl é foda!

"Be Happy!"

Post ao som de: Nothing To Say - Slash Ft. Myles Kennedy (Porém o YouTube não abre aqui na net da faculdade! xD)

22 de fev de 2012

Carnaval!

Vamos sambar até o pé sangrar? Juntinhos? -NOT MASTER

Sabe aquela semana que não passa nada na televisão fora gente tocando um ritmo ensurdecedor e irritante, mulheres seminuas não que eu esteja reclamando saltitando e rodopiando como se alguém mirasse uma metralhadora no chão e gritasse "DANÇA, MULÉ!" e fantasias ridículas de torcedos do São Paulo gays, travestis, bissexuais e até heteros? Então essa semana é provavelmente a do Carnaval.

Carnaval é um feriado que, antigamente, era considerado um feriado santo ou algo perto disso. Ele vem antes da Quaresma e nela não se pode comer carne, então no CARNaval todo mundo se entupia de carne pra depois não cair em tentação e ir pro inferno. Só que os ideais do carnaval sumiram com o tempo e hoje em dia é só um feriado aonde há festas, bebidas, camisinhas no chão e música ruim.

O Brasil é o país aonde o carnaval mais perdeu suas características originais e é o carnaval mais famoso do mundo. Vários gringos famosos vem para cá prestigiar nossas mulatas festas e pagar aquele mico de ir no Programa do Gugu e dar aquela "sambada" mestre na vergonha alheia.

Os desfiles das Escolas de Samba do São Paulo e do Rio de Janeiro são as principais atrações e acontecem em vários dias. Os desfiles consistem em um monte de pessoas tocando uma música repetitiva por uma hora, mais ou menos, alguns carros alegóricos gigantes sobre determinado tema e as mulheres seminuas sambando com penas em todo o corpo, mais glitter do que bandas de Glam Rock e sapatos com salto de 357431684 centímetros. A coisa mais normal que há é uma dessas mulheres cair, outra fantasia se arrebentar, um salto quebrar, um carro encalhar e uma criança ser concebida.

Já em algumas outras regiões o que acontece são os trios elétricos, onde famosos músicos brasileiros cantam seus "hits" para uma multidão bêbada e suada, sem exceções. Na maioria das vezes são artistas de axé e samba, até porque carnaval é associado à este tipo de música.

Graças à Goku Deus, aqui onde moro não há muito alvoroço quanto ao carnaval, só em uma cidade próxima, aonde as festas são realmente famosas. Todo mundo daqui de Pinhalão (aka: Fim do Mundo) vai para Tomazina festejar, o que deixa a cidade deserta e isso é muito bom.

O feriado do carnaval pode ser considerado o melhor de todos, não pelas festas, mas sim por englobar muitas vezes uma semana inteira sem aula, sem trabalho e sem seus pais ficarem reclamando de você ver mulheres nuas na televisão. Aproveite esta chance, pequeno gafanhoto.

"Be Happy!"... Pulando e festejando e engravidando e dançando, mas longe de mim.

Post ao som de: MALDITO COOLER DO PC QUE FAZ MAIS BARULHO QUE AS HÉLICES DE UM HELICÓPTERO.

20 de fev de 2012

Cover Rock N' Games!

Vamos ouvir? Juntinhos? -n

Algumas informações antes de tudo.

Gravei com a câmera e o microfone do meu notebook, por isso, mais uma vez, o som ficou bom, porém muito baixo, já a imagem está tranquila. Não sei o que o editor fez, mas deu um certo lag no final da música e não consegui reverter, por isso a falta de sincronia nos segundos finais do vídeo.

Um cover da música Monkey Wrench da banda Foo Fighters.

Aqui está o vídeo:

Monkey Wrench Guitar Cover By Tiesco.


"Be Happy!"

Post ao som de: Não ouvia nada.

18 de fev de 2012

Texto Aleatório!

Vamos escrever qualquer merda coisa? Juntinhos? -n

Estava eu tranquilo no quarto, ouvindo música pelo celular, já que se eu abrir o Windows Media Player o PC trava, quando tocou uma música muito foda. Era a Back In Black, do AC/DC, como já era de se esperar eu perdi o controle e imendei um vocal horrível por cima da música, mas na hora achei que tava arrasando mais que o Brian Johnson.

Quando você está sozinho ouvindo música é praticamente impossível não se perder o controle, ainda mais quando você pode dar uma pausa no que está fazendo e aproveitar o momento. A maioria das pessoas, quando perdem o controle, começam a cantar a música, mesmo que seja um "enrolation" dos brabo grandes, isso se deve ao fato que o Air Guitar só tem graça nos solos e mesmo assim não é tão bom.

Se há mais alguém na sua casa e você não quer parecer um louco gritando "OooÓoóUh, Sweet Child O' Mine", você também pode recorrer ao Air Drum que consiste em: a) Inventar um ritmo com os braços e com uma das pernas e ficar repetindo; b) "Bater" mais no alto quando você ouvir um prato; c) Ficar balançando braços e pernas até suar quando ouvir um solo de bateria.

O cuidado para com esses feitos são realmente importantes, você não vai querer que os outros pensem que és um maluco sem noção. Para com o vocal, não se pode gritar mais alto que a música, pois podem o ouvir, e se houver algum grito agudo, não tente reproduzir, além de acabar com sua garganta vai também estragar a música.

Para com o Air Guitar não se há muita precaução à ser tomada. Só não "sole" de olhos fechados por muito tempo, pois alguém pode adentrar o recinto, vê-lo no ápice do motherfucking solo e usar a cena para posteriores piadas a seu respeito.

Embora seja o menos conhecido de todos, o Air Bass também existe. Só que não há graça nenhuma em executá-lo, vide que próprios baixistas não brincam de Air Bass. Você pode executá-lo sem medo algum, pois ninguém vai perceber que estáis tocando um contrabaixo imaginário, a não ser que invoque um Flea ou algo do tipo.

O Air Drum é o mais perigoso de todos, além de lhe expor em um grau inimaginável ao ridículo, pode lhe causar sérios ematomas na região dos dedos e dos cotovelos, sem falar na cãibra da perna graças ao pedal. Para executar o Air Drum com perfeição, tens de: 1- Ver se ninguém está por perto; 2- Ver se não há nenhum objeto, cortante ou pontudo, por perto; 3- Saber escolher a música; 4- Ter o mínimo de cordenação motora pra saber que o braço esquerdo bate na "caixa imaginária" e o direito no "chimbal imaginário", aquele pratinho que 'cê' tá ligado, e que o pé direito deve bater quando houver algum som grave, geralmente na quarta batida você já tem cãibra e desiste.

Seguindo todos esses passos você pode arrasar com sua Air Band em um show 100% Combo Streak You Rock no Expert. É totalmente aconselhável que chame outros amigos loucos praticantes do "Air Band" e monte sua Banda Imaginária pra tocar todas as músicas que você sabe que não conseguiria tocar em um instrumento de verdade!

"Be Happy!"... Com sua super hyper mega famosa banda de ar!

Post ao som de: Still Loving You - Scorpions

16 de fev de 2012

Literatura!

Vamos postar a Redação da Faculdade aqui pra tapar um buraco? Juntinhos? -n

Você que é novo por aqui no Blog pode até achar estranho, mas eu já fiz isso antes e pretendo continuar fazendo. Como é uma redação e terei de entregar ao meu professor para uma posterior correção, o texto não terá piadas. O tema é "O que é Literatura? Pra que serve a Literatura?" Serve pra aumentar a taxa de suicídios com lançamentos como, por exemplo, a Saga Crepúsculo.

"Quando começamos a ler um livro, qualquer que seja, estamos aprendendo e adquirindo novas informações. Esta é a função dos livros e, consequentemete, a da literatura.

A literatura, seja ela brasileira, portuguesa, inglesa, alemã ou japonesa, está aí à nossa disposição para que possamos, de certo modo, abrir a nossa mente e imaginarmos o mundo que o autor do livro pretendia que nós imaginássemos.

A arte de escrever, de criar uma história do zero, ou de relatar uma história que alguém viveu, ou ao menos diz que viveu, é o que enche o farto, complexo e artístico universo literário, onde podemos aprender coisas novas, nos tornar mais criativos e, por quê não, pessoas melhores, graças à alguns exemplos que o livro possa ter.

Assim como a dança, o teatro e a música, a literatura também é uma arte, mas se expressa pelas palavras que, juntas, formam toda a beleza por trás da capa do livro, onde o autor deixa seus pontos de vista, suas mensagens e, principalmente, sua marca em uma história tão rica quanto a da literatura.

A literatura japonesa não possui grandes nomes como a brasileira, por exemplo. Eles não possuem nenhum Machado de Assis, ou uma Clarice Lispector, nem nada do tipo pois a literatura japonesa se firma em cima dos mangás. Os mangás são, basicamente, histórias em quadrinhos onde o público alvo eram os adolescentes, porém esta barreira já foi quebrada e, assim como na Literatura Universal, não se há mais idade para se ler uma boa história."

"Be Happy!"

Post ao som de: Pássaro cantando lá fora.

12 de fev de 2012

Videocast!

Vamos assistir? Juntinhos? -n

Voltei a gravar e espero que continue assim!

Antes de tudo quero avisar que: Não há a já clássica "Obladi, Oblada" no começo do vídeo, pois inseri o Rock N' Games naquele negócio de ganhar dinheiro com os vídeos, até agora não ganhei nada, mas não posso usar músicas de fundo e nem mais as vinhetas de Pica-Pau e seriados por causa dos direitos autorais, então já viu?!

Bom, este é um Vlog aonde eu atualizo vocês do Blog sobre alguns acontecimentos "importantes" e falo sobre a faculdade, além de sair correndo porque estava atrasado.

O que achou? Mande críticas ofensas e sugestões de temas para:
Twitter: @Tiesco_666
MSN: coestipimentel@hotmail.com
Orkut: Tiesco ...
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários! =D

Segue aqui o vídeo: "Vlog: Nova Rotina"



"Be Happy!"

Post ao som de: Não ouvia nada.

9 de fev de 2012

A Criatura Da Estrada!

Vamos morrer de medo? Juntinhos? -n

Antes de tudo parabenizo o Herminho por três posts seguidos no blog! =) Pronto, só isso.

Há algum tempo atrás, existia um pequeno vilarejo rural. Ele era tão pequeno que havia apenas uma única estrada levando para fora do lugar, permitindo visitantes irem e virem da vila. Entretanto, havia uma única regra que os moradores deveriam seguir à risca sobre aquela estrada: Nunca ir até ela sozinho.
Isso era constantemente relembrado pelos moradores, mas um garoto de lá decidira quebrar essa regra; um dia, quando não havia ninguém por perto, ele decidiu explorar a estrada sozinho.

Enquanto ele se aproximava da trilha pela primeira vez, o garoto percebeu que havia algo de muito estranho sobre aquele lugar. Mesmo que as pessoas sempre visitassem o vilarejo, parecia que a estrada não era muito usada.

Grama e ervas daninhas haviam crescido por todo o caminho, e estava tão mal cuidada que as plantas atingiam a altura do peito do menino, tornando difícil andar rapidamente. Entretanto, isso não impediu o garoto.

Determinado a fazer essa viagem valer a pena, ele caminhou através do mato, olhando para trás constantemente para ver se ninguém o observava. Ele andava o mais rápido que podia, esperando ficar longe da vista de visitantes.

Entretanto, o ritmo do garoto foi cortado rapidamente pelo som de alguma coisa se movendo na grama perto dele. Seu coração quase parou enquanto ele parava de andar, tentando encontrar a origem do barulho.

A grama alta estava tão densa que ele não podia ver nada, mas ele podia ouvir o som de alguma coisa se arrastando na grama perto de seu pé. Ele pode perceber que não era algo grande, mas era alguma coisa que lhe dava uma horrível sensação...Uma horrível sensação de estar sendo caçado.

O garoto foi tomado por uma onda de desespero quando ele percebeu que já havia percorrido uma grande distância na trilha, tornando difícil retornar antes que a criatura o alcançasse, e a grama só dificultava as coisas.

De repente, o garoto percebeu que ele estava sendo observado. A criatura o havia encontrado. Pelo canto de seu olho, ele pode perceber um par de olhos finos e selvagens o encarando, e algo que pareciam ser presas pontudas na boca do bicho. O coração do garoto batia rapidamente enquando ele se virava para encarar a coisa.

De repente, uma mão segurou seu braço. O menino se assustou e se virou para ver quem estava ali com ele, encontrando um dos idosos do vilarejo. “Seu tolo! Não sabe que é perigoso vir aqui sozinho?” O homem segurou forte no braço do garoto e saiu correndo com ele de volta para a vila.

O garoto assustou-se ao perceber que a criatura o seguia, mas não os alcançou a tempo. Eles correram o máximo que podiam, até conseguirem chegar à cidade.

Depois de pararem para respirar, o senhor deu uma bronca no garoto por ignorar o aviso dos outros moradores. Quando terminou, ele olhou para cima e suspirou. “Acredito que você já tenha idade suficiente. Você precisa saber.”

O homem guiou o garoto até sua casa. Era uma grande casa e, quando entraram, o garoto pode ver enorme prateleiras cheias de livros sobre criaturas que ele só havia ouvido falar em mutis.

Homens misteriosos usando jalecos andavam pelo local, estudando os livros. O velho levou o garoto até uma sala nos fundos da casa. Ele olhou para um ponto qualquer na sala, dizendo “Vou lhe contar a verdade sobre o que você viu hoje...”

De repente, ele voltou a olhar para o garoto, encarando-o, seu olhar congelando o menino no lugar. “Mas primeiro, eu tenho que lhe perguntar uma única coisa...”










Só os entendedores entenderão!
Be Happy!

Post by: Herminho.

6 de fev de 2012

Os Games Mais "Zuados" De Todos Os Tempos V!

Vamos zoar? Juntinhos? -YEP

Todo mundo já está ligado como isso funciona.

Quer ler o primeiro post? Clica aqui.
Quer ler o segundo post? Clica aqui.
Quer ler o terceiro post? Clica aqui.
Quer ler o quarto post? Clica aqui.
Quer ler o quinto post? Então desce mais a página!

Sonic Meets With His Agent:


Mega Man With A Portal Gun:


Kung Lao's Hat Is Dull:


Sonic Wasn't Fast Enough:


Donkey Kong Doesn't Back Down:


Be Happy!

Post by: Herminho.

Post ao som de: Não ouvia nada.

4 de fev de 2012

A Different Kind Of Truth!

O VAN HALEN entrou em estúdio 12 meses atrás com o produtor John Shanks e o engenheiro Ross Hogarth para trabalhar no primeiro disco do VH com DAVID LEE ROTH em quase três décadas.

O álbum deve sair dia 7 de fevereiro, mas já tem versões digitais, onde você pode baixar (se a SOPA não te prejudicar xD).

Van Halen é uma banda de hard rock norte-americana formada em 1974. Foi fundada pelos irmãos Eddie Van Halen e Alex Van Halen, que mais tarde juntou o cantor David Lee Roth e o baixista Michael Anthony. Van Halen rapidamente chegou à fama com seu primeiro álbum de mesmo nome em 1978. Além de ser reconhecido para o sucesso, a banda é conhecida pelo drama que cerca a saída de antigos membros. As saídas múltiplas de vocalistas David Lee Roth, Sammy Hagar (atual Chickenfoot) e Gary Cherone foram cercados em controvérsia e cobertura da imprensa, incluindo numerosas declarações conflitantes entre os cantores e a banda. Depois da turnê de 2004 com Hagar, a banda estava em um hiato do público até Setembro de 2007, quando o baixista Wolfgang Van Halen (filho de Eddie) foi confirmado no baixo e rumores de que Roth voltaria a banda. Após anos de especulações, Van Halen voltou a uma turnê com Roth na América do Norte em 2007 e em 2008. Em 26 de dezembro de 2011, Van Halen anunciou que lançaria seu novo álbum em fevereiro 2012, além de uma turnê.

Em janeiro de 2012, após 14 anos sem lançar um álbum, a banda anuncia oficialmente o lançamento de "A Different Kind Of Truth", com direito a um show intimista no Cafe Wha, em Nova York. O primeiro single do novo álbum, "Tattoo", teve video clipe lançado ainda naquele mês, sendo a canção vendida pelo i-Tunes. Foi ainda anunciada uma turnê norte-americana, englobando várias cidades dos Estados Unidos e do Canadá.

"A Different Kind Of Truth"

"Tattoo" - O primeiro single e a música de abertura do álbum. Aqueles que assistiram o CSI na CBS  na noite de quarta-feira (24/01) ouviram trechos dessa música. Fala sobre a tatuagem do Elvis que o tio de Roth tinha. Confesso que, quando escutei pela primeira vez essa música, não liguei muito ao fato de ser o Van Halen todo poderoso da década de 80, mas depois, fui me acostumando ao som e posso até dizer: a canastrice típica de David Lee Roth se faz presente, em uma forma de dizer que a fase “romântica” foi para o espaço.

"She's The Woman" - Executada nos recentes shows secretos, traz aquele groove tradicional, remetendo aos bons tempos. Rápida e certeira, para alegria dos sedentos pela era clássica, que podem conferir um Eddie Van Halen em chamas!

"You And Your Blues"  -  Hard Rock melódico com David Lee Roth promovendo variações em sua voz com aquele timbre facilmente reconhecível. Uma sonoridade mais atualizada em comparação às anteriores, mas sem descaracterizar o estilo.

"China Town" - A música mais rápida do álbum, e um dos primeiros previews que saíram antes do álbum ser disponível na íntegra, pela internet (ou o que sobrou dela). Impossível não empunhar a air-guitar com orgulho. Riffs matadores do Sir. Van Halen!

"Blood And Fire" - Foi só essa faixa surgir que os fãs mais ferrenhos do Van Halen se atentaram que, assim como “Tattoo”, ela também é reaproveitada de uma ideia antiga. A música foi baseada em “Ripley”, faixa instrumental criada por Eddie Van Halen  para o filme "The Wild Life", de Cameron Crowe, lançado em 1984. Ela não chegou a entrar na trilha sonora, mas tem pequenos trechos executados durante a película. Candidata em potencial a futuro single. Melodia fácil e eficiente, refrão festeiro e performance irrepreensível da banda.

"Bullethead" - Outra acelerada. Em apenas 2min. e 31 seg. é Rock and Roll em sua mais pura e verdadeira forma! Se você não estiver preparado, ela lhe jogará para trás com seu início arrasa-quarteirão.

"As Is" - As batidas características de Alex Van Halen iniciam um som que remete ao que de melhor a banda fez em sua discografia. Destaque para David e seus vocais sussurrados.

"Honeybabysweetiedoll" - Com um início bem estranho, diga-se de passagem, é uma verdadeira aula de swing, com Wolfgang mostrando que tem o “sangue real” correndo pelas veias. Um verdadeiro cala-boca aos detratores, que sequer deram uma chance para o garoto mostrar seu potencial e já saíram atirando pedras. Nas partes susurradas da música, não sei por que, mas me lembrei do Slipknot (que os saudosistas me perdoem).

"The Trouble With Never" - As harmonias vocais marcam a ferro e fogo a faixa que traz um dos melhores solos de Eddie em todo o disco. Chega a lembrar momentos da carreira solo de Dave – os melhores, é claro. Uma das melhores do disco.

"Outta Space" - Riff clássico e matador para abrir os trabalhos. Vocais altos e cozinha conduzindo a locomotiva (um pequeno trocadilho com a capa) com maestria.  É o Hard Rock em sua mais pura definição!

"Stay Frosty" - A música apareceu no episódio do CSI "Willows in The Wind", juntamente com a música "Tattoo". Um violãozinho pra dar uma desacelerada. Mas não quer dizer que a música seja um "melado" como muitos devem pensar quando a música é acústica. Essa faixa é um Blues Rock de alta qualidade. Mas ela não fica desacelerada por muito tempo!

"Big River" - Mais uma candidata a single. É Van Halen dos primeiros discos em sua mais pura forma. Daqueles sons que fazem a vida valer a pena. Trata-se de "Big Trouble", também conhecida como "Big River", música cedida por Gene Simmons (KISS) que a banda "reciclou" lá dos anos 70.

"Beats Workin'" - Remetendo a “Jamie’s Cryin’”, com direito a uma homenagem disfarçada aos Beatles (Wolf faz o riff de “Day Tripper” no baixo antes do solo de guitarra), a saideira do álbum mantém o digno nível.

Em suma, A Different Kind Of Truth é um excelente trabalho da banda, que mostrou a todos que ainda é capaz de lançar ótimos álbuns e que ainda tem fôlego para continuarem na ativa por muitos anos e tomara que continuem assim.

Be Happy!

Post by: Herminho

Post ao som de: Paranoia II - Raul Seixas

3 de fev de 2012

Flyleaf!

Vamos ouvir? Juntinhos? -n

Pelo que eu me lembre, já há um certo tempo desde que não posto algo sério por aqui, então alguns novos leitores podem estranhar, mas este post que aqui começo quase não terá piadas, desculpem. Posts sérios não são o meu forte, mas é bom parar de brincar de vez em quando para escrever algo com conteúdo e, quem sabe, influenciar alguém a algo. Como por exemplo, ouvir Flyleaf.

Flyleaf é uma banda Texana de metal formada em meados de 2000, mas não é uma banda de metal qualquer. Você ouvindo algumas músicas logo pode se lembrar de Evanescence, Lacuna Coil e até mesmo Arch Enemy, mas Flyleaf não é uma dessas. A semelhança com essas bandas se dão graças ao fato de que a vocalista é uma mulher, bonita, aliás, que possui uma voz até sexy e grita bem, ao contrário de Angela Gossow (Arch Enemy), que não canta, mas sim vomita.

O som de Flyleaf não traz grandes inovações e também não inventa muito em suas canções. Não enche com "trocentos" violinos, como Evanescence, ou guitarras muitos distorcidas como Nine Inch Nails ou New Guns N' Roses, o som deles é simples e cru. Guitarras fortes e marcantes, baixo muito bem trabalhado e a voz de Lacey Mosley, alternando muito bem entre as partes "sofridas" e os gritos, e até vomitos screamo em alguns poucos pedaços.

A banda é formada pela vocalista Lacey Mosley, a única mulher, pelo baterista James Culpepper, os guitarristas Jared Hartmann e Sameer Bhattacharya e o baixista Pat Seals, que só entrou na banda em 2002.
Eles possuem apenas dois CDs até agora Flyleaf (2005) e Memento Mori (2008), o segundo sendo, na minha opinião, o melhor. Aparentemente estão em estúdio gravando o terceiro, mas nada saiu até agora. Entre o lançamento de um EP com versões demos e acústicas e outro, alguma música inédita está no meio.

Logo no seu disco de estréia, o disco self-titled, Flyleaf alcançou um certificado de platina. O que é algo, de certo modo raro, já que além de uma banda de Metal, Flyleaf é uma banda gospel. Sim, gospel, daquelas que fala de Deus, tentando lhe converter e dizendo o quanto "Ele" é bom. Ao julgar pelo som e ouvindo algumas músicas sem prestar atenção em suas letras, este fator passa despercebido. Os mais desavisados até podem pensar que é uma banda satanista, graças ao preconceito quanto à Metal e principalmente ao Screamo.

Deixando a conversão para o Reino do Senhor Salvador Misericordioso de lado, Flyleaf possue músicas curtas não muito chicletes, mas boas. As músicas calmas, carregadas à violão, que deveriam ser as chicletes, não conseguem fazer isso. Além de que todas se parecem, nem os bons gritos de Lacey seguraram a atenção do ouvinte, que pensa já ter ouvido essa música hoje. Por outro lado, as músicas agitadas e rápidas, são realmente boas. Com riffs bons e refrões bem trabalhados, sem deixar a simplicidade de lado.

A música mais conhecida da banda provavelmente é "I'm So Sick". Música que fez parte da Set List do game de PlayStation e X-Box Rock Band, além de fazer parte da trilha sonora do filme Resident Evil: Extinction, onde aparece em uma versão remixada.

Flyleaf é uma banda que não possue nada demais, mas não pode ser descartada. Tenho certeza que você ouve muita coisa pior que eles, assim como muita coisa melhor. Você pode, se quiser, ouvir algumas músicas pra ver se lhe é de seu agrado, como: I'm So Sick, Perfect, Cassie, The Kind, So I Thought, All Around Me (cujo clipe veio antes do feito pelo Restart), Chasm, In The Dark, Swept Away e I'm Sorry..

"Be Happy!"... Se convertendo ao ouvir, queimando vivo ao ouvir ou ouvindo sem qualquer vontade de se converter em mais um cristão! =)

Post ao som de: The Kind - Flyleaf (Juro que foi sem querer!)