27 de jun de 2013

Gameplay!

Vamos jogar? Juntinhos? -n

O blog foi semi abandonado, o meu canal do YouTube mais ainda, o que eu posso fazer pra movimentar essa bagaça? GAMEPLAYS, GAMEPLAYS, GAMEPLAYS!!!

Certo que hoje em dia gameplays de PS2 são batidos, todo mundo só joga The Last Of Us, Hitman, Far Cry 3 e etc, mas foda-se porque eu só gravei pra me divertir mesmo!

Devo pedir com antemão desculpas pelo áudio medíocre da voz, o microfone que tenho aqui em casa é arcaico, preciso de um headset com urgência.

Como já viram pela capa do post, trago mais um gameplay de WWE Smackdown Vs Raw 2011 de novo com a participação do Léo, única pessoa que ainda joga PS2 comigo, xD.

Fizemos nesse vídeo um simples Tornado Tag com os personagens Leo, que é o Léo, e Diego R, que fui eu, praticando um bully ao contrário contra Mark Henry e Big Show.

Não se esqueça de se inscrever no meu canal, de dar joinha e, se tu gostou mesmo, favoritar o vídeo, porque assim eu fico rico e compro um PS3 pra fazer gameplays melhores.

O que achou? Mande críticas, ofensas e sugestões para:
Twitter: @Tiesco_666
e-mail: coestipimentel@hotmail.com
Facebook: Tiesco Pimentel
Ou nos comentários mesmo! =D


EIS THE VIDEO:


"Be Happy!"... E lembre-se Bully não é legal!!

Post ao som de: 14 Years - Guns N' Roses

26 de jun de 2013

I Wanna Be A Rockstar 2.0: Returns!

Vamos ouvir? Juntinhos? -YES

Como não conheço mais músicas com Rockstar no nome ou na letra... É com essa citação brega de Nickelback que eu vos trago, de novo, dois vídeos de uma apresentação de umas 3 semanas ou mais que eu não postei aqui antes por motivos de preguiça.

Apresentação minha com a Isabella Marina no Congresso de Filosofia que teve lá em nossa faculdade. Fomos chamados para tocar lá. Cêis' tem noção do que isso significa? Gostaram da primeira apresentação tanto que fomos chamados pra tocar lá! =D

Enfim, nessa apresentação, com gravação amadora graças aos camerams de primeira viagem Thiago e Guilherme, trazemos para usted personas covers de Linkin Park, Foo Fighters, Paramore e Creedence Clearwater Revival.

Aqui os covers de "Breaking The Habit" do Linkin Park, pela metade, e a "My Hero" do Foo Fighters:


Eis aqui os covers de "The Only Exception" do Paramore e da única música que você conhece do Creedence, "Have You Ever Seen The Rain?":


Desculpas na desafinação da mizinha na "Have You Ever Seen The Rain?", tava meio nevosour! xD
Dê like nos vídeos e ajude a compartilhar, manolos! =)

"Be Happy!"... Acompanhando minha carreira como astro do rock avalancar!!

Post ao som de: Não ouvia nada.

14 de jun de 2013

Romance!

http://1.bp.blogspot.com/__w60BJS57fw/TLnhDbjATNI/AAAAAAAAAWM/1kUNcldbnEg/s1600/Moll+Flanders+(capa)+01.jpgVamos escrever a minha redação para a prova de Teoria Literária aqui no blog pra ver se assim eu a decoro? Juntinhos? -n

"Muitas pessoas confundem qual seja a definição do gênero literário romance. A coisa mais comum é ver a associação de romance com amor, um casal apaixonado que fica junto no final das contas após passar por uma dificuldade. Livros romanescos possuem sim esse amor, mas essa não é a sua característica principal.

O gênero "romance" só recebe esse nome em meados do fim do século XVIII [WATT*], porém já haviam livros desse gênero desde Defoe, Richardson e Fielding**. Esse gênero, nascido da epopeia, de cunho narrativo e escrito em prosa se baseia principalmente na era moderna da história mundial [BAKHTIN***].

Ao contrário da epopeia, o romance não relata fatos heroicos de um homem poderoso abençoado pelos deuses. O romance procura retratar as mais diversas experiências humanas, ele também dá total liberdade para o autor criar o mundo em que inserirá a sua história, podendo narrar sobre a nobreza, a plebe, o clero, os rebeldes, etc.

Podemos pegar como exemplo a obra de Daniel Defoe, Moll Flanders. O livro narra a história de Moll Flanders, filha de uma prisioneira, criada por nobres como serva, casa-se com seu irmão adotivo, enviúva-se e começa uma jornada por "segurança financeira". Passa por vários casamentos, tem vários filhos, alguns com se próprio irmão de sangue e, devido à vida de crimes é condenada à prisão. Nesta prisão, a mesma que nascera, reencontra um de seus maridos, seu preferido, e reatam o casamento.

Como fica explícito, há sim o romance em sua forma mais comum: um casalsinho feliz que se encontra no final após as turbulências da relação, porém não só isso. A emoção a flor da pele, a intimidade criada com as personagens, fazendo com que nos tornamos cúmplices de suas ações e pensamentos, e compartilhando até mesmo as angústias, essa é uma das sensações mais fascinantes do romance, proporcionadas graças a essa realidade em que os livros romanescos são baseados. Já dizia Watt*: o "realismo" é a diferença essencial entre os romancistas do século XVIII e a ficção anterior.

Apesar disso, vários pesquisadores já falharam ao tentar apontar um traço característico do romance fixo e invariável [BAKHTIN***]. Há romances com enredos surpreendentes e dinâmicos, como o próprio Moll Flanders, que até mesmo possui vários erros de continuidade, porém, por outro lado, possuímos vários romances de história incrivelmente detalhada e minuciosa. Por isso mesmo Bakhtin diz que "o romance é um gênero inacabado que ainda está sendo moldado" e com o passar dos anos só tende a melhorar."

WATT*: Informação extraída da apostila que a professora deu que é dele, xD
Defoe, Richardson e Fielding**: Escritores renomados de romance que eu só soube da existência na apostila do cara acima.
BAKHTIN***: Informação extraída da apostila que a professora deu que é dele, xD²

[PS.: Torçam por mim na prova porque esse texto até está bom, mas eu nem sei se é isso o que a professora queria!! (yn)!]

Post ao som de: Não ouvia nada.