27 de mai de 2011

Born This Way!

Vamos ouvir? Juntinhos? -n

Vocês já sabem que eu curto ouvir uma música ou outra da Lady Gaga de vez em quando. Vocês também sabem que ela lançou seu novo CD recentemente. E eu como mais um curioso, baixei o CD para ver se tinha alguma coisa que prestasse ou, no mínimo, algo que valesse a pena comentar.

Então, com o CD MP4 em mãos (isso antes dele estragar) pude escutar o álbum com calma e olhos, ou no caso ouvidos, clínicos. Não vou mentir que superestimei o álbum, já que os singles foram bons, achei realmente que o resto do álbum seria tão bom quanto, mas não foi.

Vou falar só das músicas com uma certa "importância", já que estou falando do 'Born This Way (Special Edition)' que possui 22 ou 23 músicas, não me lembro ao certo. E só um aviso: É difícil fazer uma resenha de um disco Pop, até porque não conheço muito sobre esse estilo.
Pra começar, acho que de 22 no mínimo 13 das músicas dizem, ao menos uma vez, "Jesus", ou "Jesus Cristo". Se foi porque ela é satanista ou porque ela só quer repercutir eu não sei.

A Marry The Night, faixa 1, que começa calminha e agita do nada, como qualquer outra música Pop. Da pra pular no refrão de boa e a bridge tem até uma guitarrinha. Em seguida Born This Way, que eu prefiro e muito a versão "Country Road", que vem no 2º CD, tem até gaita! (Y)

Government Hooker, faixa 3, é MUITO ruim. O sonzinho estranho que seria o "Riff" lembra e MUITO a musiquinha do BomberMan de SNES. Judas é a 4ª e todo mundo já a conhece, next one. Americano vem depois, é cantada uma boa parte em espanhol, e propositalmente lembra músicas latinas. É legal ela! "Laralalalalóh"

Hair é a primeira música que tenta reviver Kenny G, pois começa com um solinho de Sax. É uma boa música e possui uma boa letra, e sim, eu já li. A próxima é Scheiße que tem uma boa parte da letra em alemão. O refrão é legazinho, mas o verso estraga a música e muito.

A Blood Mary começa como uma música de filme de terror com comédia, no verso não muda muito, fica sombria no pré-refrão e não agita no refrão. Não se dá pra ouvir essa música pulando tu brocha, mano, mas é uma música boa. Ao contrário da Bad Kids, que tem uma intro até legalzinha, que lembra algum game de SNES, mas o resto da música a estraga.

O backing vocal da Fashion Of His Love dá um charme legal ao refrão, que lembra alguns clássicos do Pop. Não há muitos efeitos sonoros nessa música. Que nem já disse algumas vezes: Quanto mais simples, mais legal uma música Pop é!

A Heavy Metal Lover foi a maior decepção. Pelo nome e pelas fotos que saíram da Gaga junto a integrantes do Iron Maiden, cheguei a cogitar que essa música seria de Rock, MAS NÃO!!! Além de não ser Rock N' Roll a música é ruim.
Porém Electric Chapel tem um Riff muito foda de guitarra, ele sai no meio na música e a música dá uma piorada legal. Quando a guitarra volta, o Riff muda e se lembra Judas Priest, então começa um solo de guitarra MUITO FODA, sério. E a música acaba tão foda como começou.

The Queen, faixa 15, é legal tirando o pedaço em que a Lady Gaga imita um pato: "que-que-que-que-que-quequeen". No final da música ela muda drasticamente, ficando ainda mais legal. Um fato interessante, Lady Gaga tem esse nome por causa da "Radio Gaga", do Queen, e em um pedaço da letra ela diz "Killer Queen", nome de outra música do Queen.

You tem trema nesse "U" And I é a melhor música do álbum, indiscutível. Tem guitarra, bateria que não é eletrônica, piano e até o backing vocal é legalzinho. O solinho simples, mas eficaz por baixo do Refrão final é realmente bom. Outro fato, que eu acho positivo, é que a música lembra um pouco a We Will Rock You, do Queen. Não por ser parecida, mas sim pelo estilo.

The Edge Of Glory é apenas mais uma música boa em um CD mais ou menos. Tem até um solo de Sax a lá Kenny G e não vou dizer que estraga a música, mas se fosse de guitarra "quessá" ficasse mais legal?!

Recomendo você a não baixar o CD, mas sim ouvir as músicas separadamente e baixar só as que você gostar, porque o arquivo desse CD é pra mais de 200MB. As "essênciais" são Born This Way (Country), Americano, Hair, Fashion Of His Love, Electric Chapel, The Queen, Yoü tem trema nesse "U" And I e The Edge Of Glory

Resenhas são difíceis de fazer, algumas são chatas de ler, e essa aqui é os dois. Demorei 3 horas e meia pra escrever isso em uma Lan House cheia dos pés à cabeça de moleques de 12 anos e meio, mas isso não é desculpa. Sorry, anyway.

"Be Happy!"

[Sobre a foto: Essa não é a capa do álbum, mas é a melhor foto relacionada a ele.]

Post ao som de: Não ouvia nem meu pensamento enquanto escrevia esse post!

Nenhum comentário:

Postar um comentário