9 de jun de 2011

Pra Que Estudar?

Vamos fazer a redação de Português no Blog? Juntinhos? -s

Antes de tudo é bom avisar, não brinquei quando disse "fazer a redação de Português no Blog", vou sim escrever aqui e depois entregar pra minha dona professora de Português.
Já logo aviso que piadas infames não estarão presentes e se estiverem terei de tirá-las da minha redação. Enfim, o tema que a professora deu é "Pra que estudar?" e eu respondo da seguinte forma:

Pra que estudar? Sempre me fiz essa pergunta. Pra que preciso saber sobre o coeficiente do fatorial de 15 aonde o cubo é igual ao quadrado de x? Pra ir bem no vestibular ou ENEM? E depois, eu aprendi tudo isso, belêz, fui bem nas provas e agora? O que faço com tudo isso que aprendi? Pra todos que pergunto isso é sempre a mesma resposta: "Usar na vida."
Não me vejo pegando uma folha de papel daqui uns quinze anos tentando lembrar como se faz a conta do fatorial pra resolver um problema da minha vida.

Pra que devo estudar? Perder cinco horas da minha vida, cinco dias por semana durante treze anos. A única coisa que me faz realmente querer ir pra escola, mas não pra estudar, é pra ver os amigos, que na maioria das vezes, pensam igual a mim.

Não odeio a escola, não odeio estudar, mas o que eu realmente gostaria de estudar não é matéria. Na faculdade devemos escolher aquilo que queremos para nosso futuro, mas muitas vezes o que queremos está distante, por vários motivos que na maioria das vezes são: dinheiro, localidade e os pais. Não é o meu futuro? Os pais criam os filhos com comodidade e mimo para depois os empurrarem para um emprego aonde os filhos ganhem dinheiro, mas não para si e sim para seus pais para "retribuir o favor" de serem criados. Estudar para arrumar emprego, ser alguém na vida. Conheço muita gente que nem o Ensino Fundamental completou e é mais importante que muitas pessoas doutoradas por aí.

A maior escola que uma pessoa pode frequentar é a vida. Estudar pra que? Posso não saber somar um mais um, mas sei dizer quantas balas você precisa pra recarregar uma AK47. Não aprendi isso nas ruas, mas sim nos vídeo games, aprendi muita coisa com os vídeo games. Aprendi inglês, a minha maior virtude, traduzindo o que eu devia fazer para passar de fase. Eu me empenho muito mais para passar de fase do que para decorar o fatorial de 15. Porque eu gosto disso, gosto de me divertir. Se estudar fosse divertido faria com todo o gosto, seria muito mais inteligente do que sou hoje. Eu só estudo por obrigação e respeito à minha mãe que soube muito bem me criar.

Faço isso por ela, quero ser alguém na vida, mesmo que estudando por obrigação, eu quero retribuir o favor que ela me fez. É isso que me move todos os dias de manhã até a sala de aula, muito mais do que os amigos e a "zueira".
Pra que estudar? Nem que seja por obrigação, mas eu estudo para conseguir dar a minha mãe o mínimo de orgulho que o filho inteligente que ela desejava que eu me tornasse daria.

Falei que não teriam piadas! =)

Post ao som de: Someday - Nickelback

Nenhum comentário:

Postar um comentário